A delicada cadeia da sustentabilidade

A marca americana Patagonia, é referência quando falamos de preocupação ética e ambiental. Recentemente, um acontecimento sacudiu a marca. Em um vídeo divulgado pelo PETA (People For The Ethical Treatment Of Animals – Pessoas pelo tratamento ético dos animais, em tradução livre), as ovelhas do fornecedor da marca, a Ovis 21, aparece maltratando os animais.

Quando o caso veio à tona, a empresa se responsabilizou, e prometeu não comprar mais da Ovis, que além da Patagonia, também tinha na lista de compradores um sobrenome sustentável de peso: Stella McCartney.

 

interna

 

O acontecimento fomentou discussões acaloradas. Por aqui, levantou gerou uma reflexão: já parou pra pensar em como a sustentabilidade e todo o ciclo de produção pode ser delicado? De nada adianta uma produção preocupada se o fornecedor não divide da mesma responsabilidade.

Como se prevenir de um problema que pode manchar para sempre a sua reputação? “Para que tenhamos certeza de que estamos trabalhando com sustentabilidade em nossos processos (sejam produtivos, serviços, etc), precisamos estar atentos a toda a cadeia. De onde vem minha matéria prima, quem plantou, colheu, extraiu, beneficiou, embalou, transportou, como foi recebida, manufaturada, embalada, transportada, o marketing, a venda consumo e pós-consumo”, enfatiza Giovana Ruppenthal, consultora com dezesseis anos de experiência em Gestão Ambiental.

 

interna2

 

A ideia pode parecer complicada, mas existem medidas que podem ser observadas na hora de pensar em uma produção sustentável — mesmo que em massa. “Rotular produtos com selos ecológicos, ambientalmente correto, reciclável, sustentável passou a ser regulamentado por órgão de fiscalização. Foram elaboradas cartilhas, literatura e profissionais estão se adequando para orientar as marcas para utilização esses termos”, conta.

Além da consciência, é preciso que a empresa esteja sempre bem assessorada. “Quando o empreendedor não está bem assessorado por profissionais da área, os problemas encontrados podem passar além da propaganda negativa em frente ao cliente.”

Ou seja: é necessário alinhar não apenas discursos, mas atitudes. Sustentabilidade é um caminho alcançado em equipe, e não sozinhos.

 Crédito foto capa: Mikey Schaefer

 

 

VER TODOS OS POSTS

POSTS RELACIONADOS