A moda brasileira e unissex da Också

“A Också surgiu de uma vontade de renovar as facetas da moda brasileira”. É de maneira fatídica que o sócio Igor Bastos explica como nasceu a marca. Dona de uma silhueta unissex, a Också ganhou o país com recortes encantadores e matéria-prima do Brasil.

Em um papo com o IBB, Igor conta como essa moda agênero começa a ganhar o mercado, e quais são os seus desafios ao lado da sócia, Deisi Witz.

 

Backstage do desfile Coexistência A|W 16 - Casa de Criadores

Backstage do desfile Coexistência A|W 16 – Casa de Criadores

 

​A moda unissex existe há muito tempo — a Chanel, por exemplo, colocou um pé na moda sem gênero—, mas nas últimas temporadas ela vem ganhando força. Vocês concordam? E por que acham que isso está acontecendo?

Concordamos. Moda sem gênero virou tendência e infelizmente já está banalizando…vemos marcas desenvolvendo este tipo de produto sem conversar com a identidade dela. Gostamos da moda sem gênero de forma sutil, sem levantar bandeiras. Queremos que as roupas sejam apenas roupas, sem restrições.

 

é difícil mostrar para a mulher brasileira que ela pode ficar bem em shapes amplos, de modelagem contestadora

 

​Essa moda também traz à tona uma discussão que nos últimos tempos vem ganhando força, que é o debate de gêneros. Vocês acham que ela é uma tendência passageira, fomentada por esses novos debates, ou ela veio pra ficar?

Difícil dizer. Com este nome que está sendo usado hoje, acreditamos que é passageira, mas como todo o tipo de tendência, está sempre indo embora e voltando com um termo novo. Não achamos que com está será diferente. Porém, tudo depende da forma que ela é abordada. No Brasil talvez ela chame mais atenção pois o vestuário feminino, na maior parte das vezes, representa uma mulher super feminina, e a sensualidade está muito presente. Em diversos outros países isto é menos presente, vemos shapes amplos, peças desconstruídas, é uma relação diferente entre o corpo e a roupa.

A tendência na moda pode ser passageira, mas esperamos que ela ajude neste debate de gêneros e que possamos tirar bons resultados disto, com uma população mais instruída e que aceite o próximo independente de suas diferenças/crenças.

 

interna12

 

Quais são os desafios de produzir uma moda que caia bem em todos os corpos?

Como mencionei anteriormente, acaba sendo difícil mostrar para a mulher brasileira que ela pode ficar bem em shapes amplos, de modelagem contestadora. Por esse motivo, sentimos que há a necessidade de desenvolver algumas peças que acabariam não sendo unissex pois dificilmente vestiria um corpo masculino. Fora isto, não há dificuldade algum em produzir uma moda que caia bem em todos os corpos.

 

Vocês usam Moulage para produzir as suas peças. Como a técnica influencia no processo criativo de vocês?

Junto à moulage, trabalhamos o que chamamos de “modelagem intuitiva”, riscamos livremente os moldes, que assim como a moulage, nos dá uma infinidade de resultados inesperados, influenciando de forma positiva no nosso trabalho, deixando este mais fluído e mesclando o orgânico e o geométrico. Com a moulage podemos ter uma resultado imediato de caimento e texturas, às vezes desencadeando mudanças no nosso processo criativo.

 

interna1
interna2
interna3
interna4
interna5
interna6
interna7
interna8

 

Quem​ — e quais — são as inspirações de vocês?

Nossa maior inspiração vem das coisas que vivenciamos, de tudo que nos circunda. Deisi é mais ligada à natureza, eu sou extremamente urbano. Algo que sempre observamos são os moradores de rua e como eles solucionam problemas diários com tão poucos recursos.

 

O que mais chama atenção na marca é que ela é super global, mas tem muita personalidade. Como a essência brasileira aparece nas criações de vocês, e como ser brasileiro influencia na criação?​

Isto influencia de forma muito positiva. Temos este olhar para fora, o qual nos permite explorar modelos autênticos e equalizar mais os gêneros, porém conhecemos nosso público brasileiro, da necessidade que a mulher sente da sensualidade estar presente no que veste, então mesclamos tudo isto. O resultado é a Också, uma moda confortável, atemporal e com uma sensualidade sutil.

 

Crédito fotos: Miguel Soll, Agência Fotosite / Marcelo Soubhia, Jaime Leme

 

VER TODOS OS POSTS

POSTS RELACIONADOS