Calçados que salvam o mundo

Nós nunca fomos mais conscientes sobre as consequências da poluição e da rápida (muito rápida) degradação do meio ambiente como somos hoje. Mais de 220 milhões de toneladas de plástico é produzida anualmente, onde 8 milhões desse total acaba nos oceanos. As preocupações com as espécies marinhas, devido à ingestão de plástico nos oceanos, são a nossa primeira prioridade. Mais de um bilhão de pássaros e 100.000 mamíferos marinhos morem a cada ano devido à resíduos de plásticos. De acordo com um estudo feito pelo World Wide Fund for Nature (WWF), 95% do lixo boiando no Mar Mediterrâneo são plásticos e chegaram em um nível recorde de contaminação. Dentro do escopo do World Oceans Day, a ONU enfatizou que “8 milhões de toneladas de plástico que acabam nos oceanos a cada ano causam danos severos para a vida selvagem”.

Portanto, junto com a sustentabilidade como a principal prioridade, várias marcas também estão preocupadas com esse problema. Já existem alguns projetos emergentes relacionados a esse problema na indústria de calçados. Assim como é o caso de Zouri: dois amigos de Minho se uniram e criaram uma marca de calçados feitos de garrafas plásticas coletadas na praia. “A não ser que façamos algo, em 2050 os nossos oceanos irão conter mais plástico que peixes.”, pode ser lido no site da marca.

O sonho de limpar o oceano veio através de caminhadas na praia. Adriana Mano e António Barro, ambos ligados ao setor de calçados, decidiram transformar as garrafas plásticas e restos de redes de pesca em calçados de verão. “Cada par de sandálias ou chinelos tem entre 80 até 100 gramas de plástico, o que significa 8 ou 10 garrafas”, afirma Adriana.

 

Em termos técnicos, a marca não integra nenhum produto animal. Desde cortiça até borracha, todas matérias brutas são naturais. A fórmula para incorporação de plástico na sola foi pensada pela Universidade de Minho e de um artesão de Guimarães, Henrique Dias, que tomou conta da produção e trouxe os calçados à vida.

 

Em abril o Município de Esposende se juntou ao projeto e organizou uma iniciativa para limpar a praia. O plástico coletado, aproximadamente 1.500kg, foi entregue para a Zouri para ser desmanchado e transformado em matéria bruta.

O calçado já está disponível no site da marca: www.zourishoes.com.

 

Traduzido de: Portuguese Shoes

VER TODOS OS POSTS

POSTS RELACIONADOS