Design como modificador social

O conceito atribuído ao design está mudando de acordo com as necessidades sociais e de como suas práticas são aplicadas. O que antes criava produtos e inovações passou a ter um sentido a mais: ações, peças e tecnologias desenvolvidas para auxiliar as mais diferentes nuances da sociedade atual.

Projetos voltados ao melhoramento das condições sociais acabam por atribuir valores maiores às empresas que elaboram e patrocinam essas ações. Seguindo nesse mesmo conceito, o design como modificador social tem sido embasado mundialmente através da empatia de colaboradores que se comprometem a criar experimentações e ampliar os resultados positivos.

design-social-03

Um exemplo de criação feita para a melhoria da qualidade de vida é o Eliodomestico, um tipo de “fogão” que trabalha utilizando luz solar, desenvolvido pela designer Gabriele Diamanti, transforma água salgada em água doce e própria para beber. Outro projeto que também ficou muito conhecido foi o kit para sobreviventes de desastres sociais criado pelo estudante de design Hikaru Imamura. Batizado de Heat Rescue Disaster Recovery, o kit conta com uma bacia de metal, um manual sobre como transformar o tonel em fogão à lenha, pacotes de arroz desidratado, garrafas de água, utensílios, luvas de trabalho, toalhas e 200 porções de comida pré-cozida. Cada kit possui a quantidade necessária de água para manter até 30 pessoas hidratadas durante dois dias.

design-social-02

Estes são apenas alguns exemplos de um movimento que vem tomando o mundo. O Instituto By Brasil apoia projetos que visam a melhoria das condições sociais, a qualidade de vida e a sustentabilidade.

VER TODOS OS POSTS

POSTS RELACIONADOS