DESTAQUE DA TEMPORADA – O NOME POR TRAS DO ROSTO

Durante os dias 22 e 26 de janeiro, aconteceram em Paris, os desfiles de alta-costura das grandes maisons para o verão 2018. Entre as coleções apresentadas, um desfile que ganhou destaque foi da Maison Margiela, que sob a direção criativa de John Galliano, trouxe às passarelas, obras em tule em suas peças, resultado da parceria do estilista com o artista Benjamin Shine.

Benjamin traz como herança da família a proximidade com a moda, sua família trabalha na indústria têxtil há gerações. Formado em moda, no The Surrey Institute of Art, e em design, na Central Saint Martins, em 2003, criou o seu estúdio criativo. A Margiela não foi a primeira marca grande que o artista já trabalhou, em 2013, trabalhou junto à Givenchy numa coleção cápsula feita sob encomenda nos ateliês de alta-costura da marca. Em parceria com Tisci, reinterpretou estampas religiosas de Madonna e Madonna and Child em tule, que saíram no Verão 2013 masculino da grife francesa. Porém foi com a Margiela que ele foi destaque em uma coleção couture.

Explorando materiais inovadores e técnicas que transitam entre arte, design e moda, Shine cria esculturas que se movem para longe do corpo. Usando apenas ferro e pedaços de tule, faz retratos entre outras esculturas quase que realistas. Durante a semana de alta-costura de Paris, uma das peças mais destacadas e impactantes, foi um sobretudo branco, com costurado em tule preto. A coleção de Galliano abordou temas como enredos de vivermos “com filtros” nas redes sociais, explicando assim as diversas camadas com tecidos reutilizados que compuseram as peças da coleção.

margiela2

Criatividade que inspira!

VER TODOS OS POSTS

POSTS RELACIONADOS