Digital e sustentável

Para algumas empresas, a sustentabilidade ultrapassou as barreiras das telas e já é uma realidade também no ambiente digital. A preocupação com o impacto da sua indústria no meio ambiente já atinge alguns e-commerces – e já inspirou novas ideias para colocar em prática algumas atitudes verdes.

Uma pesquisa recente apontou que 66% dos consumidores estão mais dispostos a comprar em lojas ou empresas que possuem políticas de meio ambiente de credibilidade. “As novas gerações já estão mais preocupados com o assunto e com certeza levarão em conta este fator no momento de consumir, então é importante as empresas já correrem na frente e irem se adaptando a este tipo de preocupação”, afirma o especialista em Sistemas de Informação Felipe Eduardo Wecker.

 

A incorporação de práticas sustentáveis é hoje uma das mais reconhecidas e admiradas pelo consumidor final

 

Pensando nisso, a startup Site Sustentável criou uma plataforma onde é possível viabilizar a sustentabilidade no ambiente online. Através de cálculos da quantidade de carbono que o site que contrata a empresa emite (cálculo esse baseado na média de pageviews mensal), é feito o trabalho de neutralização do CO2 emitido com o plantio de árvores nativas da Mata Atlântica. “As companhias buscam tanto um diferencial competitivo diante do cenário de extrema saturação do mercado quanto uma maneira de se adaptar às exigências do consumidor, que está cada vez mais atento a fatores relacionados à responsabilidade social”, conta a diretora Mayra Gianoni.

Segundo Mayra, essa ideia de responsabilidade vai além de uma adaptação para o consumidor, e já ganha um pensamento diferente por parte do mercado. “Um novo tipo de empresa tem surgido – aquela que prioriza não só a sustentabilidade econômica, mas também a social e a ambiental. Esse posicionamento dos empreendedores tem sido muito importante para engajar e criar um vínculo entre o consumidor final e as marcas. Diante do excesso de opções, não é só o preço que determina a decisão de compra. A incorporação de práticas sustentáveis é hoje uma das mais reconhecidas e admiradas pelo consumidor final”.

 

Além dos cliques

Vale lembrar que esse investimento vai muito além da preocupação com o gasto dos cliques. “Os empreendedores deveriam investir em sustentabilidade pelo seu objetivo de manter o meio ambiente em equilíbrio, não apenas visando melhorar as vendas e o próprio negócio. Esta visão – um pouco egoísta na cabeça do empreendedor -, transforma a sustentabilidade em um gasto, e não em um investimento”, comenta Felipe, que também gerencia projetos de desenvolvimento de websites e lojas virtuais.

 

Os empreendedores deveriam investir em sustentabilidade pelo seu objetivo de manter o meio ambiente em equilíbrio, não apenas visando melhorar as vendas e o próprio negócio

 

Mayra tem ideia semelhante, e completa: “Outra maneira de promover um ambiente digital saudável é manter um atendimento ao cliente de qualidade, que coloque o consumidor em primeiro lugar, buscando atender às suas necessidades e disponibilizando canais de comunicação diversos e funcionais”, diz. “Buscar uma operação que tenha menos impacto negativo ao Meio Ambiente é outro ponto que contribui para um ambiente digital mais saudável e sustentável. Priorizar entregas de bicicleta sempre que possível, buscar utilizar menos embalagens nos produtos, procurar disseminar atitudes que sejam menos agressivas ao Meio Ambiente e acima de tudo priorizar o equilíbrio entre o pilar econômico, social e ambiental”, finaliza a diretora.

 

 

 

 

 

VER TODOS OS POSTS

POSTS RELACIONADOS