Fortum e Spinnova apresentam as primeiras roupas à base de palha de trigo do mundo

Fortum e Spinnova apresentam as primeiras roupas à base de palha de trigo do mundo 21Out
Sustentabilidade

No dia de abertura da conferência de sustentabilidade do Textile Exchange entre 15 e 17 de outubro, em Vancouver, Canadá, a startup finlandesa Spinnova está exibindo uma fibra tecido recém-desenvolvido à base de palha de trigo. A empresa exibiu um manequim vestido com camiseta, jaqueta e saia produzidos com fibra têxtil sustentável. Utiliza materiais que de outra forma, seriam incinerados.

A Spinnova fez uma parceria com a empresa europeia de energia Fortum no desenvolvimento da tecnologia Bio2X, para produção do primeiro material feito a partir de resíduos agrícolas. “ Foi uma jornada muito rápida, desde os primeiros testes até materiais de tecido reais e atraentes. Isso mostra que a fibra à base de palha de trigo está a caminho de ser um produto descartável do tipo mais sustentável ”, disse a CEO da empresa, Janne Poranen.

A palha foi processada pela primeira vez com tecnologia de fracionamento altamente sustentável, e a tecnologia da Spinnova, atualmente em fase de pilotagem, transforma mecanicamente a celulose microfibrilada (MFC) diretamente em fibra, sem processos químicos dissolventes ou prejudiciais. As fibras das roupas agora exibidas foram produzidas na fábrica piloto da Spinnova na Finlândia, e a nova tecnologia pode ser aplicada a vários resíduos agrícolas sem desenvolvimento de tecnologia adicional.

A Fortum e a Spinnova planejam estabelecer uma produção sustentável de fibras nas futuras biorrefinarias da Fortum que usarão biomassa residuais, como resíduos agroindustriais. A biomassa será processada em materiais para bioprodutos de origem lignocelulósica, além de produtos celulósicos. As refinarias serão baseadas em tecnologia de fracionamento, permitindo a utilização altamente eficiente de palha de trigo e resultando em um impacto ambiental significativamente menor em comparação com outras tecnologias de processamento.

 

Fonte: Stylo Urbano 

Ligar

Diagnóstico