Inteligência Artificial precisa ser socialmente responsável

O desenvolvimento de novas tecnologias de inteligência artificial está sujeita a vieses e os sistemas resultantes podem ser discriminatórios, significando que deve haver mais empenho por parte dos formuladores de políticas para garantir que esses desenvolvimentos sejam democráticos e socialmente responsáveis.

Esse é um resumo que a Dra. Barbara Ribeiro, do Instituto de Inovação da Universidade de Manchester, no Reino Unido, faz de um relatório que um grupo de 19 especialistas elaborou sobre as oportunidades e os riscos dos desenvolvimentos no campo da inteligência artificial e da robótica.

Como o investimento nessas tecnologias será essencialmente pago pelos contribuintes no longo prazo, diz o relatório, os formuladores de políticas precisam garantir que os benefícios de tais tecnologias sejam distribuídos de forma justa por toda a sociedade.

“Garantir a justiça social no desenvolvimento da inteligência artificial é essencial. Tecnologias de inteligência artificial dependem dos megadados e do uso de algoritmos que influenciam a tomada de decisões na vida pública e em questões como bem-estar social, segurança pública e planejamento urbano.

“Nesses processos de tomada de decisão baseados em dados, alguns grupos sociais podem ser excluídos, seja porque não têm acesso aos dispositivos necessários para participar ou porque os conjuntos de dados selecionados não consideram as necessidades, preferências e interesses das pessoas marginalizadas e desfavorecidas,” disse Barbara.

Fonte: ANPEI

VER TODOS OS POSTS

POSTS RELACIONADOS