Lantejoulas naturais com biotecnologia para moda sustentável

Lantejoulas naturais com biotecnologia para moda sustentável 21Out

O uso da biotecnologia para moda sustentável é uma realidade que chegou para ficar. Com o propósito de substituir miçangas, lantejoulas e paetês fabricados industrialmente a partir de plástico derivado de petróleo e resinas sintéticas, e oferecer uma alternativa mais sustentável as indústrias do bordado, têxtil e da moda, a designer Elissa Brunato criou uma solução literalmente brilhante. O inovador projeto Bio Iridescent Sequin utiliza biotecnologia para oferecer uma alternativa eco amigável, aproveitando materiais naturais abundantes para criar cores cintilantes. Como resultado temos uma alternativa realmente inovadora.


Brilho Natural
O projeto ecológico utiliza extrato de celulose das árvores, uma vez que se trata de matéria-prima abundante na natureza. Segundo a designer Elissa Brunato “ao extrairmos a forma cristalina da celulose podemos imitar a estética visual atraente das asas dos besouros”. O novo material permanece leve e forte como o plástico, mas é totalmente compostável, ao
contrário das lantejoulas industriais. A ideia emprega a capacidade da madeira de formar estruturas que refratam a luz. Dessa forma é possível obter brilho natural sem a necessidade de adição de produtos químicos. Além disso, essa é uma maneira totalmente nova de abordar cores e acabamentos na indústria da moda e têxtil. Apesar de ainda se tratar de um
protótipo, o potencial dessa ideia é inegável e certamente poderá ser aplicado com sucesso no mercado. O trabalho foi realizado em parceria com os cientistas Hjalmar Granberg e Tiffany Abitbol do Instituto de Pesquisa RISE da Suécia. Mentoria de Stella McCartney.

 

Nesse sentido empresas e designers de moda conscientes buscam cada vez mais por processos de criação e produção mais responsáveis. Você também pode inovar e aprender muito mais sobre como utilizar as inúmeras possibilidades oferecidas atualmente pelo biodesign, biomimética, biocostura e biotecnologia para moda sustentável participando do nosso próximo
curso aqui.

 

Fonte: Divaholic

Ligar

Diagnóstico