Luiza Perea: Essência e sustentabilidade

Essência, design e sustentabilidade. Apoiada nesses pilares, nasceu a marca de sapatos e bolsas Luiza Perea.

Com peças de couro, feitas à mão, ela prova que é possível construir um grande nome sem deixar de lado a preocupação com  o seu impacto econômico, ambiental e social.

Batemos um papo com a sócia Mirela Perea, que contou um pouco mais sobre como esses valores se misturam na rotina e transformam a produção artesanal em uma produção de luxo. “Um produto feito à mão tem a beleza da imperfeição. Envelhecem com dignidade e carregam em si a cultura e a memória.”

 

Vocês já usaram, além do couro bovino, outros materiais inusitados como couro de peixe. Isso partiu de uma vontade de ser sustentavelmente consciente ou uma curiosidade em relação ao material?

Além da estética do couro do peixe que tem as escamas, o toque, a possibilidade de criar texturas diferentes e mesclar com outros materiais (além dos couros já usamos tecido), a essência sempre foi criar e construir o ambiente sustentável. Tanto é que mesmo que não trabalhemos atualmente com o couro do peixe a nossa cadeia produtiva é sustentável.

 

interna4

 

E como essa cadeia funciona na prática?

Nossos sapatos são feitos manualmente onde o artesão é valorizado tanto no seu ambiente de trabalho quanto financeiramente. O resto dos materiais são reutilizados de alguma forma (aí entra sempre a criatividade que está atrelada ao olhar sustentável).

Neste último dezembro nosso brinde de final de ano foi um caderninho feito a partir de papel reciclável, também feito artesanalmente e reutilizamos a sobra de um couro na finalização dos caderninhos que eram de coleções passadas. As alças das nossas sacolas de algodão também são de materiais de outras coleções. Nosso intuito é expandir essa educação ambiental para encorajar a cliente a inserir a sacola no seu dia a dia e até um dia a reutilizar numa outra compra. São pequenas atitudes que quando valorizadas constroem um meio ambiente melhor.

 

interna2

 

Os seus modelos são super clássicos, atemporais e únicos. Onde buscam as inspirações para criar os modelos?

A orientação é encontrar o belo em tudo ao nosso redor. Seja uma trama de renda renascença estendida na mesa ao mais belo projeto de design. Esse olhar é único e trazer para as experiências individuais e traduzir em desenhos, na arte, nas nossas comunicações ou até mesmo na comunicação em si com as clientes. Em todas as frentes de contato temos esse cuidado e a cultura da empresa é o design único, assim como trabalhamos e nos esforçamos muito para compartilhar uma experiência única na hora da compra. Em tudo a nossa sensação, a nossa motivação e a nossa atitude é de melhorar sempre. Como surpreender, como não deixar as coisas estagnarem. Além da inspiração voltada para o desenho existe a inspiração vinda do ambiente da empresa, um dos exemplos é o retorno da cliente. Essa onda de satisfação. Esse também é o nosso ambiente criado com amor e dedicação.

 

 

acreditamos que o futuro é feito à mão

 

 

Design é o que te torna único, o que mostra a sua essência. Qual a importância de uma marca ter uma identidade hoje? Vocês acham que quem não tem identidade consegue sobreviver no mercado hoje?

Nós não sabemos dizer se sobrevive ou não. O que podemos dizer é que há uma diferença que talvez apareça mais ao longo prazo. Ter talento, ter um trabalho único e ter disposição pra construir tudo isso se diferencia quando só há disposição, por exemplo. É até meio que natural. Se uma marca copia outras marcas ao longo prazo a cliente saberá que encontrará em outros lugares.

Ninguém está inventando a roda, claro. Estamos compartilhando o talento da Luiza em desenhar sapatos e outros acessórios femininos. Mas é a confiabilidade que a cliente tem com a marca que a faz especial. E isso não se copia. Mas isso é no nosso caso que é um produto de nicho, com design próprio, que atrai mulheres e homens que presenteiam suas mulheres, mães e namoradas e que também pedem uma linha masculina, que tem e sentem essa identificação com a marca Luiza Perea.

 

interna3

 

Qual o diferencial de um produto feito à mão? E por que a moda hoje precisa desse contato humano com os produtos?

Houve um momento no ano passado que tivemos que ficar alguns dias dentro da fábrica pessoalmente para analisarmos e controlarmos a qualidade do pedido da exportação. Foi uma senhora experiência. Acompanhar um sapato desde o corte até ele chegar nas mãos para colocar o cadarço, por exemplo — que foi o nosso caso com os últimos sapatos que foram feitos que eram os oxfords — foi fenomenal. Parece que tem vida mesmo. E tem! Aquele oxford passou por pelo menos oito pessoas que estão dedicadas e atentas para construírem o melhor. Não só a moda precisa desse contato humano, acreditamos que o futuro é feito à mão.

Ao contrário dos objetos feitos por máquinas, todos idênticos e impessoais, aqueles feitos à mão trazem às clientes calor humano. A singularidade. São valores que num mundo globalizado saltam aos olhos dos mais sensíveis. Um produto feito à mão tem a beleza da imperfeição. Envelhecem com dignidade e carregam em si a cultura e a memória.

 

Imagens: Alisson Louback

 

VER TODOS OS POSTS

POSTS RELACIONADOS