Luxo feito à mão

“Há algum tempo o crochet era visto como uma técnica antiga, e poucas pessoas tinham um real desejo em consumí-lo. Foi neste momento que decidi criar”. É assim que Giovana Dias define o momento definitivo em que decidiu levar adiante as suas criações de luxo — feitas à mão.

Hoje, quase duas décadas depois de ter começado a marca que leva seu nome, tem em sua lista de clientes nomes como Alinne Moraes, Juliana Paes e Maria Fernanda Cândido.

Suas raízes, no entanto, seguem sendo as mesmas. Em um bate-papo rápido, a mineira revela quais são elas: uma prática brasileira, com referências locais.

 

interna-03

 

A prática do crochet está muito associada ao litoral brasileiro. Qual o cenário dessa moda local hoje  seja inspiracional ou comercialmente?

Acredito que o crochet não está somente associado ao litoral brasileiro, especialmente no nordeste, mas também em outros territórios. Atualmente a moda daqui está muito voltada para o hand made, o artesanal e o crochet. O Brasil conquistou um cenário de referência para outros países. Exportamos com propriedade essas tendências.

 

interna-01

 

Você acredita que ter um produto feito à mão de certa forma aproxima você das suas consumidoras? 

Nossas clientes se apaixonam pelo crochet. Já o  processo criativo e o cuidado exclusivo na construção de cada peça feita à mão traduz o carinho com que realizo o meu trabalho.  Esse é o nosso diferencial. E o resultado disso é a fidelidade de nossas clientes.

 

interna-04

 

Quem faz as suas peças? Você ou crocheteiras? 

Temos uma equipe de crocheteiras, exclusivas para a Giovana Dias. Trabalhamos em conjunto:  eu crio e elas executam. Mesmo em suas casas, sendo mães de família, elas ajudam a compor a identidade da minha marca.

 

 

 

 

 

VER TODOS OS POSTS

POSTS RELACIONADOS