Melhoria Contínua e estratégia coletiva

Métodos que otimizam a produtividade são essenciais em todos os âmbitos que envolvem gestão no mercado, seja na microempresa ou de uma indústria multinacional. Dentro desse tema, um dos conceitos importantes a serem aprofundados é o de Melhoria Contínua.

 

Interna_Airacobra_P39_Assembly_LOC_02902u

 

Surgida no Japão durante os anos 1950, a técnica nasce com o objetivo de realizar projetos de curto prazo de implantação – geralmente uma semana. Envolvendo equipes multifuncionais e colaboradores, a Melhoria Contínua tem em sua filosofia a ausência de hierarquia: gerentes, diretores e demais funcionários envolvem-se igualmente.

Thiago Lanzarini, consultor do IBB atuante na área de Engenharia Industrial, conta que as coisas mudaram desde então. “Este foi o inicio de tudo, hoje está um pouco diferente. Atualmente essa técnica é um requisito, dando nome a departamentos inteiros de grandes empresas nos quais muitos engenheiros e administradores trabalham.”

 

Com uma concorrência aberta, não podemos nos dar por satisfeitos

 

Mas e na prática, de que maneira a Melhoria Contínua se caracteriza? Há as medidas simples: redução do gasto de energia e reutilização de copos descartáveis, por exemplo. Em um âmbito mais complexo, Thiago esclarece: “O empresário pode criar alguns indicadores estratégicos para sua empresa, colocando metas desafiadoras a serem atingidas. É importante um planejamento forte e uma padronização, se não as ações acabam caindo em desuso e a melhoria acaba por ser extinta.”

No final, eliminar as chamadas “7 perdas” é o objetivo principal. Perdas por movimentação, estoque, espera, problemas de qualidade, processamento, por transporte e aquela considerada a pior de todas: perdas por superprodução. O que a Melhoria Contínua proporciona é uma reestruturação interna que traz resultados que ultrapassam a equipe de funcionários. “Ela é fundamental para garantir a competitividade das empresas. Com uma concorrência aberta, não podemos nunca nos dar por satisfeitos: para a empresa sobreviver é necessário melhorar continuamente os seus processos”, finaliza Thiago.

VER TODOS OS POSTS

POSTS RELACIONADOS