Na lacuna entre a criação e a indústria calçadista

Se todo produto carrega uma história de produção, quando o assunto é calçado isso não poderia ser diferente. Da busca à matéria-prima até o modelo final, a indústria é constantemente moldada pelo mundo da moda e por todas as mudanças culturais que definem essa área de criação. A relação, no entanto, não é unilateral: se a moda pauta a produção, os desafios técnicos também servem para expandir algumas fronteiras criativas.

O que poderia ser uma relação de conflito acaba sendo palco para um diálogo rico entre campos contrastantes. Ademir Anildo Dreger, que atua há mais de 30 anos no setor de calçados e componentes, sustenta: “São percepções diferentes. A área produtiva busca atender todos os requisitos solicitados pelo projeto no desenvolvimento criativo, porém alguns destes itens – por dificuldade de equipamentos ou processos – são difíceis de atender. Como solução para estes casos, o que observamos é que essas áreas devem trabalhar juntas, conectadas desde o inicio do projeto de produto.”

interna-01

Maico Fernandes, técnico do Sebrae-RS, adiciona à fórmula outro elemento: o design não só influencia a indústria, mas também determina o cenário no qual ela atua. “No passado, a indústria de calçados produzia e portanto demarcava o mercado, mas isso mudou: a gente vê o design hoje como o grande diferencial, aquele que puxa toda cadeia. Ele agrega valor, busca referências e produz uma identidade nacional”, conta.

 

Solução na prática

Apesar dos bons resultados dessa interação, hoje assistimos a um mercado que nem sempre possui profissionais comprometidos em envolver-se em toda a cadeia de produção. Com um currículo acadêmico que passa pelas áreas de processos industriais, engenharia e sustentabilidade, Ademir ressalta a importância de um ensino pleno nesse sentido. “Posso dizer que a formação é fundamental para o profissional que pesquisa, que busca sistemas otimizados de processo e de produto, bem como se importa com o uso de materiais inovadores e ambientalmente sustentáveis.”

No país que conta com o maior número de cursos de moda do mundo, Maico ressalta um aspecto relevante aos estudantes da área: “É imprescindível que esse jovem conheça todos os elos que formam uma cadeia produtiva calçadista, como se dá o processo dentro da indústria. Quando você conhece de forma sistêmica um lugar assim, tudo muda. Só a partir desse conhecimento que técnicos e criadores poderão propulsionar juntos os seus trabalhos”, finaliza.

 

VER TODOS OS POSTS

POSTS RELACIONADOS