Lane Marinho redefine a simplicidade

O dicionário insiste em definir simples como sinônimo de singeloLane Marinho é a prova viva que isso não significa nada no mundo do design. Muito pelo contrário.

Para a designer, que desenvolve sapatos exclusivos feitos à mão a partir de materiais naturais, a simplicidade é muito mais do que singeleza. É algo genuíno — e como todo produto único, especial.

Enxergando o consumo como uma relação humana e não como um simples câmbio, em um bate-papo ela conta sobre as suas inspirações e o desafio diário de desenvolver produtos em pequena escala.

 

Você realiza todas as etapas de desenvolvimento dos calçados, do desenho à realização. Por que é importante esse processo pra você? Por que quem quer ser original e criativo hoje no mercado deve seguir nesse caminho?

Se eu me limitasse apenas ao desenho 2D das peças, certamente perderia o “espaço do erro” que, ao meu ver, é o espaço mais criativo que existe. Ao manipular, cortar, colar, você trabalha com a dimensão da espessura, com o detalhe da costura, com o efeito de um desenho em perspectiva, com a proporção real das coisas. Você erra. E é errando que eu posso chegar a resultados inesperados. Algo que eu não projetei e que pode ser mais legal do aquilo que eu pude imaginar.

Eu projeto para pés reais. Preciso fazer um desenho real e é por isso que muitas vezes “desenho” cortando e colando direto no pé mesmo: assim eu vejo o que eu mostro (no pé), o que eu escondo, que efeito aquela forma gera no contexto do corpo inteiro. Desenhar um produto é também pensar na relação que ele tem com o contexto em que se encontra. Acho que o espaço da criação é o espaço da experimentação direta.

 

interna6
interna4
interna7
interna3
interna8
interna9

 

Esse seu perfil de valorização da natureza e da simplicidade é uma essência muito brasileira. É uma coisa que artesãos faziam há muito tempo. Por que você acha é importante fazer esse movimento contrário hoje, de voltar às origens, e como a moda e o mercado se beneficiam disso? 

Acho que a valorização da natureza e simplicidade está na essência de todo ser humano. O condicionamento e as exigências sociais é que deturparam um pouco as coisas.

Por isso que a tendência natural é retomar esses valores e esse ritmo, que é mais lento e diferente da velocidade absurda preconizada hoje.  É importante fazer esse movimento contrário para poder mostrar às pessoas que a felicidade é algo a que já temos acesso. Não está pendurada num galho inacessível e distante. Tem a ver com respeitar o seu próprio ritmo, em fazer o que se ama, em ter dignidade e respeitar sua ética pessoal.

 

Você já falou que acredita no futuro consumidor “humanizado”. Mas qual é a realidade do presente?

Estou muito otimista. Acho que muitas pessoas já tem consciência desse movimento em direção à um consumo mais consciente e a valorizar pequenos produtores.

Ainda não é muito fácil para nós, pequenos produtores, pois toda a engrenagem do mercado foi criada para atender grandes volumes. E, por isso, quando você é pequeno, acaba se tornando muito caro comprar. Mas apesar de tudo isso, estou positiva e tenho motivos pra isso. Quando, recebo um email que diz: “É verdade que, num mundo como o nosso, existe uma pessoa como você que faz produtos para pessoas?”. Isso pra exemplificar que muita gente já se deu conta que é mesmo preciso um pouco de amor em todas as relações. Na relação de consumo também.

 

 

é preciso um pouco de amor em todas as relações. Na de consumo também

 

 

Você só trabalha com séries limitadas? Não refaz um modelo que já existiu? 

O projeto é mesmo feito à mão. Tenho agora ajuda de alguns sapateiros e bordadeiras, mas grande parte do processo eu mesma preciso mesmo cortar, dar acabamento, costurar. Você imagina como deve ser costurar o mesmo sapato azul por um ano sem parar? Todos os dias, o mesmo sapato azul, a mesma pedra vermelha e a mesma costura branca.

Pra você que quer se desafiar e quer explorar novas formas? Fazer o trabalho repetitivo todos os dias é a morte criativa. É por isso que eu me coloco o compromisso de apresentar novidades sempre. É um compromisso com o desafio criativo.E isso resulta em sapatos especiais, onde quem compra sabe que aquele ali é um exemplar entre poucos. O que torna o projeto e as pessoas que o incentivam ainda mais especial.

VER TODOS OS POSTS

POSTS RELACIONADOS