Tecnologia de tingimento a frio é a mais sustentável para algodão e viscose

Tecnologia de tingimento a frio é a mais sustentável para algodão e viscose 14Out
Inovação

O método tradicional de tingimento reativo é geralmente usado para tingir algodão, viscose e outras fibras celulósicas. No entanto, o tingimento reativo requer grandes quantidades de sal, água e energia. O processo também é bastante ineficiente pois são necessárias lavagens repetidas para remover o corante não fixado, aumentando o uso de água e energia. As águas residuais produzidas a partir do tingimento reativo contêm altos níveis de sal e corante, difíceis de tratar.

A tecnologia de tingimento a frio CPB (Cold Pad Batch) é um método alternativo de tingimento reativo que utiliza menos recursos, o que o torna muito mais ecológico e sustentável. O processo reduz o uso de sal, água, energia, corante, produtos químicos, reduzindo significativamente a concentração química de efluentes e tem a capacidade de produção contínua. A responsabilidade ambiental é melhor alcançada na aplicação de tingimento a frio, pois não é necessário sal e vapor, a taxa de fixação do corante na temperatura ambiente é alta. É também um processo econômico, com um nível muito alto de reprodutibilidade.

A tecnologia ECOROOM é um tipo de tingimento de CPB, desenvolvido pela KOTERI (Instituto de Pesquisa Têxtil de Alta Tecnologia da Coréia). O ECOROOM é um tingimento ecológico de malha que apresenta um ótimo desempenho nas propriedades da superfície do tecido, economizando 70% de energia, 40% de água e 40% de efluentes. Outra tecnologia sustentável para tingir fibras celulósicas é o tingimento catiônico.


Tingimento catiônico
Quando imerso em água, o algodão possui naturalmente uma carga neutra ou levemente negativa. Os corantes comuns usados ​​para o algodão também possuem uma carga negativa. Como pólos comuns de ímãs, as mesmas cargas se repelem. Portanto, no tingimento típico de algodão, o sal e o álcali são usados ​​no banho de corante para reverter a carga no algodão, para que ele tenha uma carga positiva, permitindo que os corantes reajam e se liguem ao algodão.

O algodão catiônico é quimicamente modificado para possuir uma carga positiva permanente, tornando o algodão mais “amigável” ao corante e aumentando a utilização do corante. Por sua vez, isso cria um processo de tingimento mais curto e eficiente, que utiliza menos água, energia, produtos químicos e sem adição de sal. O algodão pode ser tratado com o processo catiônico na forma de fibra, fio ou tecido.

 

Benefícios ambientais

Embora o algodão catiônico ajude a atender às demandas do mercado e a melhorar a eficiência de estoque e custo, o maior benefício dessa tecnologia é a redução de água, energia e produtos químicos no processo de tingimento.

 

Água

A utilização de quase 100% do corante reduz significativamente as águas residuais e a necessidade de enxaguar o tecido para remover o corante não fixado. A água do banho sai clara.

 

Energia

Tempo de tinta reduzido, porque a cor adere ao tecido mais rapidamente

 

Produtos químicos

No geral, são necessários menos corantes para obter a mesma cor, e elimina a necessidade de sal e álcalis no processo de tingimento.

 

 

Fonte: Stylo Urbano

Ligar

Diagnóstico