Varejista de calçados lança plataforma inédita que dá mais agilidade à compra de mercadorias

 

A transformação digital veio para mudar a maneira como as marcas se comportam frente ao consumidor, isso porque a avalanche de inovações está revolucionando a experiência de compra e se tornou fator-chave para a sustentabilidade dos negócios. Grandes empresas do varejo já apresentam inúmeras soluções tecnológicas, como integração das lojas físicas e e-commerce, aplicativos com uso da inteligência artificial, mapeamento digital do público-alvo e estímulo do desejo de compra em níveis inimagináveis. Porém, todas essas novidades estão na ponta do “iceberg” e, segundo estudos, não é preciso ir muito mais fundo para perceber que os processos internos das empresas ainda estão longe das inovações apresentadas ao mercado. “De nada adianta entregar tecnologia 4.0 para o consumidor, se internamente ainda se está na idade da pedra”, afirma Rafael Balbuena, gerente de projetos da Studio Z, varejista de calçados do Grupo Calcenter.

No mercado há quatro décadas, a Studio Z sempre esteve à frente do seu tempo. Seu conceito de autoatendimento, conhecido como “fast fashion”, inovador e inédito no varejo de calçados, conquistou o público feminino. Com mais de 85 lojas espalhadas pelo Brasil, a empresa traçou plano estratégico de crescimento que busca atingir a marca de 200 lojas nos próximos anos. De acordo com Rafael, todo esse planejamento esbarrou na morosidade das etapas de compra de mercadorias. “Era um processo analógico em tempos digitais. E como todos no mercado atuavam da mesma forma, tivemos que nos reinventar para otimizar as atividades internas e sair na frente neste mercado e atingir nossa meta”, conta.

Após uma pesquisa realizada no segmento de moda, a empresa concluiu que, neste mercado, muitas ações ainda são feitas de forma artesanal, em planilhas de excel e blocos de pedido em papel. Segundo Rafael, o processo de compra com os fornecedores de calçados é extremamente lento e manual, além de passar por inúmeras pessoas até o pedido de compra ir para o fornecedor. “Chegávamos a levar até 25 dias para formalizar um pedido de compra e, muitas vezes, ele ia com alguma informação errada ou duplicada. Fomos procurar no mercado soluções que amenizassem o problema, mas percebemos que todos funcionavam da mesma forma”, comenta Balbuena.

“Entendemos que para ter coerência a empresa precisa alinhar o que produz internamente com o que oferece externamente. Não tem lógica eu vender inovação para o consumidor e não aplicar isso nos nossos departamentos”, destaca o gerente. Por isso, a Studio Z foi buscar no mercado de tecnologia ferramentas que pudessem dar mais agilidade na aquisição das mercadorias. Daí nasceu a ConnectZ!, uma plataforma que conecta fornecedores e o varejo de calçados para compra de produtos. De acordo com Rafael, o aplicativo é online e integrado, podendo ser utilizado de um computador, tablet ou celular. “Para fazer o pedido de um único produto tínhamos que preencher uma planilha extensa, hoje bastam alguns cliques para enviar o pedido ao fornecedor. O que antes se levava dias para fazer, agora é feito em minutos.”, revela.

O gerente de projeto lembra que antes do sistema ser implementado, a taxa de pedidos enviados com erro era de 52%, e a despesa extra com compra de mercadorias duplicadas chegava a R$ 13 milhões por ano. “Hoje isso não acontece mais. Os produtos são cadastrados pelo próprio fornecedor de forma simple e rápida, todos eles com foto. E o responsável pelo setor de compras pode gerenciar seus pedidos por meio de um histórico disponibilizado pelo sistema, ou seja, ele não precisa mais buscar nos emails qua-ndo fez o pedido e de qual produto”, comemora Rafael Balbuena.

 

Fonte: E-Commerce News

VER TODOS OS POSTS

POSTS RELACIONADOS